Cartas, Carinho e Amor

O que eu faria se eu não tivesse toda a força e apoio de vocês? Eu não sei responder.

Bom, talvez muitos não saibam, mas antes de embarcarmos nessa nova fase, na Polônia, tivemos muitas surpresas, muitas literalmente. É indescritivel a sensação de felicidade e de um aperto no peito ao lembrar, era o inicio de um ciclo e a renuncia a muitas coisas que já estávamos acostumados e adaptados. Foi um sim ao novo e a todos os desafios que estavam lançados nos nossos caminhos.

Uma das emocionantes supresas foi receber de muitas pessoas, cartas sobre nós, cartas desejando sorte, cartas nos dando força e apoio, cartas de carinho. Talvez isso seja um dos presentes que recebemos ao tomar essa decisão tão importante. A minha ficha não vai cair tão cedo, um dia de cada vez, uma conquista de cada vez, e talvez algum dia eu olhe para trás e sinta o quanto valeu a pena. Para falar a verdade, se passaram somente 2 semanas e eu me sinto realizado pelo fato de estar aqui.

Somente hoje, após 2 semanas da chegada, sentei para ler as cartas que recebemos. Me emocionei, e não foi pouco, parei várias vezes para respirar, para voltar e sentir cada palavra escrita com tanto carinho. Minha gratidão é enorme para cada um que dedicou um tempinho para nós. O nosso muito obrigado pelo carinho, familia e amigos queridos, amamos muito todos vocês. Nosso coração estará sempre com vocês.

 

A primeira semana

Enfim chegamos, todos bem. Tinham 2 amigos nos esperando no aeroporto, estava frio. As pessoas, acho que isso que mais marcou, estavam querendo ajudar, foi incrível ver o quanto queriam nos ver bem.

Voltando a viagem, acho que o treinamento que fizemos com os gatos deu certo, encomodaram um pouco, mas até que foi bem tranquilo trazê-los aqui. Fui ao banheiro com o Elvis algumas vezes no vôo do Brasil à Alemanha, mas ai acho que ele se cansou e decidiu ficar tranquilinho. A Amora percebeu logo no primeiro vôo que não precisava reclamar mais hahaha. E a Blu, nossa acho que foi muito bem tratada, chegou muito tranquila e feliz. Nos preocupamos com ela, vai que a cachorra fosse extraviada? hahaha

Ok, a primeira semana, como não poderia ser diferente, foi rápida e cheia de coisas novas. Tudo ainda é novidade e tivemos a sorte de pegar uma semana cheia de neve! Nevou muito, tanto que até os Poloneses estavam tirando fotos e brincando na neve. Para nós foi um presente de boas vindas, tudo ficou muito bonito. Pudemos conhecer muitos lugares, fomos ao centro, na praça principal, tomamos sopa e vinho quente. Andamos pela rynek, a praça central da cidade e tivemos a sorte, mais uma vez, de poder ver a decoração de natal, que estava muito bonita e ainda estava decorando a cidade no final de Janeiro.

Essa foi a minha primeira semana no trabalho, estive muito tenso antes de começar, tudo tinha que dar certo no primeiro dia, mas ainda bem que foi tudo como o planejado. Eu na segunda-feira acordei muito certo, as 6, e fui para a clínica fazer o exame admissional. Fui de taxi e voltei de Uber. Os dois foram bons, mas o Uber é aqui também mais barato e o carro era mais novo.

O primeiro dia de trabalho foi cheio de palestras para novos funcionários, e eu o único extrangeiro, fizeram até palestras exclusivas para mim por isso. Considerando que eu já era funcionário e já conhecia todo o conteúdo dá para imaginar que não foi fácil 🙂

Nessa primeira semana ainda estavamos aprendendo a andar pelas ruas, a conhecer o bairro e a andar de bondinho e ônibus. Ganhamos muitas caronas e ajuda dos nativos e também dos Brasileiros que moram por aqui. Acho que todos se solidarizam com as dificuldades e de certa forma reconhecem os esforços para estarmos aqui e nos auxiliam da maneira que podem. É sensacional.

 

ATUALIZAÇÃO 23/05/2017: Agora já passou o frio, e já pegamos dias bem quentes por aqui, tem até pernilongo já. Estamos quase completando 4 meses, e nossa como o tempo passou rápido, mais do que antes. Agora estamos mais tranquilos, mais “adaptados” mas ainda temos a sensação que somos ainda tão novos por aqui. Acho que essa sensação vai longe. Cada vez mais conhecemos mais pessoas, e recentemente conhecemos muitos brasileiros, e tá sendo muito divertido passar esses momentos por aqui. Saudade do povo do Brasil é grande e tentamos marter contato assim que possível. Amanhã daremos entrada na nossa carteira de motorista polonesa e no final do mês iniciaremos o processo de residência. Dá muito trabalho organizar essa papelada toda, mas estamos fazendo o mais rápido possível já que sabemos que o processo poderá durar longos meses e podemos acabar sem visto para ficar por aqui, agora torcer para sair antes do visto expirar 😉

A mudança!

Estamos a um dia da viagem, hoje 26/01/2017, é um dia especial, diferente, com sensações intensas.

As últimas semanas foram de despedida, a cada encontro palavras e mais palavras de apoio e motivação, as pessoas são mais incríveis que conseguimos imaginar.

Nos fizeram uma surpresa, um almoço que nem estavamos esperando uma despedida, mas quando chegamos, havia muitas pessoas na mesa, e nos deram muitas cartas escritas pela familia e amigos, foi incrivel e emocionante. Ganhamos um caderno também personalizados com mensagens de carino e apoio. Esse é um presente que não tem preço, que foi uma surpresa incrivel.

Não lemos ainda as mensages, preferimos deixa-las para quando chegarmos lá, será mais calmo e vamos sentir cada palavra de carinho de uma forma especial no nosso novo lar.

A Blu, o Elvis e a Amora estão prontos, mas nós estamos preocupados em como será a viagem por conta deles. Seja o que Deus quiser, que ocorra tudo bem.
Nossa bagagens estão pesadas, as malas estão no limite, espero que não haja nenhum problema por excesso de bagagem, espero que dê tudo certo.

Nossa chegada será sabado a noite, que meu atual coordenador Polonês estará lá para nos buscar. Ele está sendo muito gentil, e inclusive falou que talvez a esposa dele irá dar uma carona, porque em um porta mala não caberá tudo.

Hoje visitei minha tia Rosa e a minha Vó, fazia tempo que não as via, e foi muito bom ter conversado com elas mais uma vez. Infelizmente não conseguimos nos despedir de todos como gostaríamos, mas estaremos de vez em quando por aqui (no Brasil) para dar um alô.

ATUALIZAÇÃO 15/05/2017: Gente, o tempo voa, como dizem. Já se foram quase 4 meses da viagem. Deu tudo certo durante a viagem e já até comentei em posts anteriores sobre isso. Já estamos morando em um apartamento bem aconchegante, que tem um jardim, que já plantamos algumas flores e já cortamos a grama.

Lemos TODAS as cartas, e estamos respondendo todas, mas isso demora ainda 🙂

Já estamos quase tirando a carteira de motorista, essa semana daremos entrada no processo. Estamos oficialmente casados por aqui tb, temos agora um certidão de casamento polaca que será usada no processo de obtenção da nossa residência.

Estamos quase falando Polonês, quase mesmo, falta só aprender haha

Um beijo e um abração a todos! ❤

De encontro ao desconhecido

Hoje faltam exatamente 17 dias para partir. Estou, parece que de férias, voltando logo embora, aquela sensação que queremos ficar mais e ao mesmo tempo queremos ir.

Estou ansioso, não vejo a hora de partir. Ao mesmo tempo, estamos indo de encontro ao desconhecido, numa decisão, que muitas vezes é interpretada pelas pessoas ao invés de ser compreendida.

Estamos deixando tudo, família principalmente, para uma nova vida. Estamos deixando casa, carro, moveis, e todas as nossas raízes… isso pode parecer triste mas é de certa forma muito libertador. Valorizamos e valorizaremos muito mais tudo isso, viveremos muito mais intensamente e essa saudade que fica será sempre o que nos levará a diante. As pessoas que ficam, nossos amigos, são nosso maior bem, acima de qualquer bem material. As dificuldades que teremos são parte do desconhecido que tanto buscamos, e que incrivelmente está acontecendo, da forma mais natural possivel. Quanta coisa que não consigo expressar, mas que posso sentir.

Espero poder motivar alguém com isso tudo, nada é tão dificil que não possa ser resolvido, nem todos os sonhos são impossíveis de se realizar, no final sempre as coisas terminam bem. Sempre procure olhar o lado bom das coisas, a escolha é somente nossa.

Dia de reis

Hoje é dia de reis, 06/01/2017, dia que marca a visita do reis magos ao menino Jesus.

Estamos partindo em 21 dias. Agora escrevo (eu Fabio) isso do meu escritorio no Brasil, hoje está vaziu por aqui, maioria das pessoas está de férias. Sinto feliz pela oportunidade e um frio na barriga pela grande mudança.

Parece que as coisas estão caminhando bem, apareceu uma proposta para a nossa casa, e temos chance de sair do Brasil com a casa alugada. Vendemos a maioria das coisas, e as que ainda não foram vendidas iremos mudar para a casa dos meus pais.

Passamos o final do ano na praia, com aquele sentimento de despedida, mas conseguimos esquecer um pouco da viagem que está por vir, surfei bastante e já vendi minha prancha para um amigo por lá na praia mesmo. Agora que voltamos estamos a todo vapor, já estamos levando as coisas que vamos deixar por aqui para o destino correto.

Já estamos fazendo as malas, e isso é uma das coisas mais chatas que temos que fazer. Eu sempre prefiro ficar vendo outras coisas a olhar isso. Enfim, logo estaremos com nossas malas prontas também. Nossos animais de estimação seguirão com a gente, e falta ainda dois documentos para levá-los, mas isso será pego somente 15 dias antes da viagem, ou seja, a partir da semana que vem!

Em um próximo post vou querer escrever algo mais sentimental, as vezes me vem muita inspiração, e quero aproveitá-la para repassar a todos o que estou sentindo.

Até a próxima.

ATUALIZAÇÃO 15/04/2017: Um pouco sobre a páscoa, Feliz Páscoa!

E o Natal chegou!

Hoje foi um dia cheio de coisas, hoje 24/12/2015.

Hoje será a ceia de Natal em família, que nos suporta de todas as maneiras possiveis. Já estamos com praticamente tudo pronto, já vendemos o carro, já temos idéia de onde ficará as coisas caso não vendemos tudo. Agora a ansiedade da partida começa a bater, a preocupação com a Amora e o Elvis também, já que vão viajar na cabine conosco. Será uma aventura e tanto, espero que dê tudo certo.

Hoje preparamos um natal com alguns presentes diferentes, vamos dar um porta retrato com as fotos do nosso casamento para algumas pessoas. Chocolates para todos, em um presente feito com carinho pela Chris. Terá também garrafas de vinho para dar de presente e tomar também. Também haverá uns chaveiros do Canadá, que a Chris trouxe quando esteve por lá.

Está sendo incrível esse momendo de despedida e que nos traz muitos sentimentos bons a tona.

 

Atualização 03-04-2017: Finalmente alugamos o nosso lar definitivo, vou escrever mais em outro post sobre o novo apartamento, o processo do aluguel entre outras coisas.

Sonhos se tornando realidade

Agora já estamos com os vistos, mais uma dose de tranquilidade para nós. Agora a ansiedade vem com outras coisas, acho que atualmente mais com relação aos gatos que vamos levar, não temos noção da reação que eles vão ter, então estamos treinando eles faz tempo, mas gato é gato.

Final de semana passado foi emocionante, fizemos uma surpresa para o meu pai. Os primos de Centenário veio nos visitar e fez uma baita surpresa, o pai nem imaginava. Já comemoramos dessa forma os 70 anos do pai, segunda comemoração, e de certa forma foi a nossa despedida dos nossos primos, já estamos com saudades mesmo ainda estando aqui no Brasil.

Ontem, 12/12/2017, foi a despedida da turma de Polonês, muitos amigos que fizemos ao longo dos anos nas aulas de Polônes. Foi muito legal, e espero reve-los algum dia lá na Polônia. Isso poderá ser muito legal, talvez um sonho de muitos que poderá ser realizado com um apoio extra por lá.

Sonhos se tornando realidade…

 

ATUALIZAÇÃO 28/03/2017: Hoje completamos exatamente 2 meses de Polônia! Passou rápido, muita coisa nova, ainda muita coisa nova. Posso dizer que já começamos a ficar acostumados com algumas coisas. Já conhecemos algumas marcas, já acrecentamos mais algumas palavras em nosso vocabulário e já estamos reconhecendo os comportamentos característicos dos Poloneses. Como coloquei no começo desse post, 4 meses atrás, estávamos muito preocupados com os gatos, como eles reagiriam, e hoje podemos dizer que reagiram melhor do que esperado. Agora se sentem em casa novamente. Quando escrevi isso a quatro meses atrás, já estavamos em fase de despedida, ainda com a sensação de muito frio na barriga, sem saber absolutamente nada do que estava por vir em relação a nossa adaptação. Gostaria de ver todos você por aqui, esse é mais um sonho, que também pode tornar-se realiadade.

Vistos, aluguel e detalhes – tá chegando a hora de partir

Hoje 07/12/2016, não estou tão inspirado para escrever como estava nos dias anteriores. Mas as notícias são boas, as datas já estão definidas, iremos dia 27/01/2017 para a Polônia.

Os vistos devem sair essa semana. Confirmaram o transporte da cachorrinha e dos gatos. Apartamento reservado no Airbnb para o primeiro mês. Bom, parece tudo ok, mas dá muito frio na barriga de pensar.

A casa no Brasil já está pintada e pronta para lugar, já vieram 6 pessoas interessadas, inclusive ouve uma proposta para Dezembro, mas que não erá possivel por que ainda estamos morando aqui. Tenho visto como farei o IR e como devo fazer com o aluguel quando tiver recebendo, também to tentando descobrir sobre como é feita a declaração de investimentos.

Começo a trabalhar dia 30/01/2017 lá em Wroclaw, não vejo a hora para falar a verdade. Ao mesmo tempo tenho a sensação de não saber o que estou fazendo, dá medo, muito medo. Eu e a Chris, estamos fazendo de tudo para a transição ser o mais suave possivel, mas sabemos dos desafios pela frente, para falar a verdade isso até é algo que me motiva a mudar, sempre quando estou diante de um desafio gigante, me sinto impulsionado e acho que isso só fará a gente crescer.

Chegaremos no inverno, espero que não esteja nevando ou chovendo, porque teremos 4 malas grandes, malas de mão, 2 gatos e um cachorro.

Agora é assumir a ansiedade e esperar o dia chegar, então veremos na prática como é viver tão longe da familia e amigos, mesmo que sabemos que todos estarão lá com a gente de alguma forma.

ATUALIZAÇÃO 22/03/2017: Realmente a data se confirmou e deu tudo certo. Chegando aqui começamos a procurar um apartamento, mas vimos que talvez fosse necessário mais tempo, então pegamos mais um mês no apartamento que já estávamos alojados. Parece que ainda estamos em mudança, sabíamos que mudança seria longa, mas finalmente assinamos o contrato do aluguel em um apartamento. Estamos felizes, isso tomou boa parte do nosso tempo nesses dois meses, e deu muita ansiedade. É muito complicado achar um lugar bom. Ou era bom e longe, ou bom e caro, ou perto e ruim, etc… hahaha vimos muitos apartamentos e não vimos mais por que ficamos muito cansados nesse processo de busca. Nossa casa do Brasil foi alugada logo que saímos, não ficou nem uma semana fechada, demos sorte. Já fiz o IR Brasileiro, como sai em 2017, foi a mesma coisa dos outros anos, será diferente ano que vem, porque declarei saída definitiva do país em Janeiro desse ano. Enfim, ano que vem vou quebrar a cabeça com isso.
Felizmente o medo que tive, passou, com o tempo as coisas vão se ajeitando, comecei a trabalhar na data planejada, recebi meus contratos, cartão para entrar na empresa, primeiro salário, e já começamos a dar entrada em alguns documentos, isso vai dando uma sensação de maior tranquilidade. Os desafios ainda continuam, temos muito que caminhar ainda para estabilizar, mas estamos trabalhando para isso.
Escrevi alí em cima “Espero que não esteja nevando” quande chegássemos, felizmente não estava nevando, estava frio. Muito frio. Um dia depois, nevou um pouco. Pareciámos crianças brincando na neve, tudo estava muito bonito. Na primeira semana, nevou muito, muito mesmo, mais do que os próprios poloneses estão habituados. Foi muito legal, foi uma recepção “calorosa” da natureza, já que esperávamos ver neve mesmo, mas foi até mais legal do que estávamos esperando.
Semana que vem fará 2 meses que estamos aqui, sinceramente parece muito mais. Sempre que podemos mandamos noticias, ou por aqui ou pelo whats ou pelo face. Seria tão bom ter as pessoas que gostamos aqui com a gente, mas como falei ali em cima, de alguma forma vocês estão aqui conosco, estou feliz por estar aqui e poder compartilhar esses momentos com vocês e por vocês (obviamente a Chris compartilha da mesma opinião).

Problemas, problemas, problemas?

Hoje, 22/11/2016, já começou emocionante. Sabe quando as coisas que você acha que nunca dariam problemas, começam a dar?

Enfim, venho numa sequencia de dias extremamente estressantes, primeiro por causa das minhas férias, venho conversando para tirar as férias com certa antecedência para não ter problemas, mas o resultado final foi que eu não poderei tirar as férias. Tudo bem, vou receber as férias, que também não é algo tão ruim, mas não era o que eu havia planejado.

Depois disso apareceu uma regra, que não posso ser demitido e ficar alguns dias sem contrato na Polônia, porque pode dar uns problemas nas contas, email, acessos. Isso me deu um prejuizo de uns 2k reais para reagendar as passagens, e para piorar, tive que ficar mais de 4 horas no telefone com as empresas aéreas para acertar o processo para levar os animais de estimação também. Isso tudo já estava certo. Mas tive que mudar.

Aí ao chegar hoje no trabalho, recebo um email da Polônia, dizendo que não posso começar a trabalhar sem fazer o exame admissional. Tudo bem, mas tem que ser no primeiro dia, mas não conseguem me garantir que posso fazê-lo no primeiro dia, caso não faça eu serei contratado uma semana depois. Que no final faz todo o processo acima perder sentido. Veremos se meus 2k para mudar foram a toa mesmo.

Bom, nem tudo sai como gostaríamos ou planejamos ainda mais se tratando numa mudança tão grande como essa. No final tudo se resolve de uma maneira ou outra. E eu achando que as emoções seriam em levar os gatos e o cachorro para Polônia. Tem muito mais além disso. 😀

 

ATUALIZAÇÃO 13/03/2017:  E deu tudo certo. Fiquei preocupado até o primeiro dia de trabalho aqui, mas assim que fiz o exame admissional e comecei finalmente a trabalhar aqui, fiquei mais tranquilo. Realmente deu muito trabalho para fazer tudo se encaixar, mas todo esforço foi recompensado. Agora os momentos de ansiedade são a respeito do novo apartamento que vamos morar, acho que essa semana fechamos um contrato de um ano. Tomara, não vejo a hora 🙂

Experiência de vida

Muito estranha a sensação de “deixar” as coisas. Nossas raízes nos deixam presos muitas vezes, e não conseguimos caminhar adiante por medo de perdermos nossa base. Esse período, que foi longo, de preparo para a mudança, nos fez sentir sensações extremas, e foi um periodo de muito aprendizado. Nunca deixaremos de ser quem somos, e nossas raízes são a força para ir em frente e buscar que algo dê certo.

Temos que saber muito bem o que está acontecendo, ampliar a consciencia, perceber as coisas, e entender muito bem o que nos vamos aprender com tudo. Ir para outro país além de ser muito legal, tem um lado misterioso que você só saberá com certeza como será se passar por isso. A saudade será grande, mas a valorização dos mínimos momentos será maior ainda.

Como será reconstruir a vida em uma cultura relativamente distante da nossa? Vamos saber, com certeza, algum dia. Espero continuar escrevendo, com certeza essa será uma das incriveis experiências de vida que sonhavámos passar.

 

ATUALIZAÇÃO 06/03/2017: E bota experiência nisso. Já estamos aqui a mais de um mês, passou rápido, mas ao mesmo tempo temos a sensação de ter vivido muito. Já passeamos bastante, e fomos a muitos lugares, e comemos em muitos restaurantes da cidade, que estamos até precisando manerar nesse mês porque senão as contas serão pesadas :).
Ontem fomos no parque aquático da cidade, é muito moderno, até o cadeado do armário é conectado, você usa uma pulseirinha e ela trava seu armário e você vê nos leitores qual é o seu armário e quanto de crédito você já gastou, e você não precisa carregar nada, quando precisa comprar algo só encostar a pulseira no leitor e pronto. Além disso tudo é muito limpo, tudo mesmo, banheiro, partes externas, e os vestiários, sempre tem alguém secando o chão para não acumular muita água. Outra coisa que achamos interessante é que não tem várias pessoas cuidando das filas, há uma luz vermelha e verde que indica se você pode ir ou não, e ela é automática, quando a pessoa sai lá em baixo, fica verde lá em cima para o próximo descer. Não vi ninguém “burlando” esse controle. Será que funcionaria no Brasil?